close

Rigor na redação ENEM 2013

Rigor na redação ENEM 2013 – Para garantir maior rigor na correção das redações, inserções indevidas serão zeradas e para garantir a nota máxima serão aceitos apenas desvios gramaticais excepcionais e que não caracterizem reincidência.

Além disso, a expectativa é que uma a cada três redações irá para um terceiro corretor, antes o índice era de aproximadamente 21%. Isso ocorrerá quando houver uma discrepância de mais de 100 pontos entre os dois primeiros corretores. No ano passado, a discrepância tinha que ser de mais de 200 pontos para que fosse encaminhado a um terceiro avaliador.

O edital também prevê maior rigor para os corretores, que terão mais horas de capacitação e serão acompanhados e avaliados. Eles poderão ser dispensados inclusive durante a correção.

A nota final corresponde à média aritmética simples das notas atribuídas pelos dois corretores. Caso haja discrepância entre eles, a redação será corrigida, de forma independente, por um terceiro corretor. Se não houver discrepância entre o terceiro corretor e os outros dois ou caso haja discrepância entre o terceiro corretor e apenas um dos corretores, a nota final será a média aritmética entre as duas notas totais que mais se aproximarem, sendo descartadas as demais notas.  Mas no caso do terceiro corretor apresentar discrepância com os outros corretores, o texto será avaliado por uma banca, que atribuirá a nota final.

Tags : Enem 2013Inscrições Enem
Redação

Autor (a) Redação

Aqui no vocênoenem você encontrará respostas para as dúvidas mais frequentes dos candidatos sobre o ENEM, ficando por dentro de todos os detalhes.

guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Exibir todos os comentários