close
Enem

Provas do primeiro dia da 2ª aplicação do Enem 2016

Provas do primeiro dia da 2ª aplicação do Enem 2016

As provas do primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016, em sua segunda aplicação, foram realizadas com sucesso neste sábado, 3, de acordo com monitoramento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), parceiros e órgãos de segurança envolvidos. Não foram registradas intercorrências graves em nenhum dos 418 locais de aplicação.

Neste domingo, 4, as provas serão de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Matemática e suas Tecnologias. Os portões serão abertos às 12h (horário de Brasília) e fechados às 13h. As provas começam às 13h30, mas têm 5 horas e 30 minutos, terminando às 19h.

Estudantes

As opiniões dos estudantes sobre o primeiro dia de prova variaram: alguns acharam o exame fácil e outros, muito difícil. “Achei a prova normal, estava no nível do que é esperado no Enem. Algumas questões mais difíceis, mas na proporção esperada”, disse Augusto Oliveira, aluno do 3º ano, que pretende usar o resultado do exame para cursar direito.

Para Aimê do Carmo, estudante do 3º ano, que pretende usar a provar para entrar no curso de comunicação social, a prova estava fácil. “Eu estava com medo, alguns colegas que fizeram a primeira aplicação disseram que havia questões impossíveis, mas achei bem tranquilo”, afirmou. Tanto Aimê quanto Augusto fizeram o exame em uma universidade particular em Brasília.

Nas redes sociais, os estudantes postaram comentários após a prova. “Únicas coisas que caíram nessa prova do Enem foram as minhas lágrimas”, disse uma usuária do Twitter. Outro afirmou: “Cheguei do Enem cansado de tanto chutar”.

Houve quem decidiu entregar para o Divino: “esse Enem foi só D de Deus. Amém”. Houve quem estava tão tranquilo que tirou até um cochilo. “Dormi na prova do Enem hoje”, revelaram usuários também do Twitter. Outra candidata, confiante, questionou: “só eu que achei super de boa o Enem?”.

Segunda aplicação

O Enem foi aplicado no início de novembro para 5,8 milhões de candidatos, mas 277.624 tiveram o exame adiado, o que custou aos cofres públicos um adicional de R$ 10,5 milhões.

Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), do total de candidatos inscritos para a segunda aplicação, 273.521 (98,52%) não puderam participar do Enem regular por causa das ocupações em escolas, universidades e institutos federais, e 4.103 (1,47%) foram afetadas por contingências como a interrupção do fornecimento de energia elétrica.

As provas são diferentes daquelas aplicadas no início do mês de novembro, nos dias 5 e 6, mas mantêm nível de dificuldade similar, o que, de acordo com o Inep, garante a isonomia entre os candidatos.

Tags : Enem
Redação

Autor (a) Redação

Aqui no vocênoenem você encontrará respostas para as dúvidas mais frequentes dos candidatos sobre o ENEM, ficando por dentro de todos os detalhes.

Deixe seu Comentário

avatar