Categorias: Notícias ENEM 2021

Nova Base Curricular para Ensino Infantil e Fundamental

Entenda como vai funcionar a nova base curricular para ensino infantil e fundamental

O MEC divulgou nesta quinta-feira, 06, a nova base curricular para ensino infantil e fundamental. A promessa de reforma havia sido feita em 2014 e desde então estava sendo elaborada pelo governo. A reforma tem previsão de aplicação para o segundo semestre, apesar dos municípios terem um prazo de adequação de até 02 anos, pois cada um detém os seus círculos escolares com certa independência.

Essas mudanças nada têm a ver com a reforma do ensino médio. Trata-se apenas de alterações para o ensino fundamental, mais especificamente o início da alfabetização.

A reforma proposta pelo governo prevê a redução na desigualdade do ensino no país e determina o que as escolas deverão proporcionar aos alunos durante o ensino fundamental.

Veja quais mudanças ocorrerão no Ensino Fundamental:

  • Exclusão do Ensino Religioso – Segundo o MEC não cabe a União obrigar deste tipo de disciplina, sendo o Estado laico e a partir de agora para a ser optativo por cada região;
  • Língua Inglesa passa a ser obrigatório - Antes era selecionado pelo município que tipo de língua estrangeira seria adotada, dependendo da região, cultura, etc;
  • Exclusão do conceito de Gênero – Segundo o MEC, o que deve ser trabalhado é o respeito a pluralidade, com a inclusão de sexo, raça e gênero, ou seja, sem um conceito único.
  • Alfabetização até 2 anos – a partir de agora toda criança deve estar alfabetizada até o segundo ano letivo. Antes o prazo eram 3 anos;
  • História com base na cronologia – O conteúdo de história deve ser apresentado ao aluno de forma cronológica;
  • Criação das 10 competências – Essas 10 competências se resumem basicamente em: Utilizar tecnologias; valorizar a diversidade; argumentação com base em fatos; conhecer-se, apreciar-se; exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos; agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade e resiliência.

Mudanças no ensino para crianças até 5 anos e 11 meses

Além do ensino fundamental, o ensino considerado infantil, que atende as crianças de até 5 anos e 11 meses também sofrerão mudanças. Nesta etapa considerada uma das principais fases no aprendizado, pois trata-se da fase de desenvolvimento inicial, onde a criança começa a ter acesso as primeiras informações e desenvolver o seu senso de aprendizado.

Nesta fase o MEC quer garantir às crianças as áreas com os chamados campos de experiência, que significa brincar e explorar, afim de exercitar o desenvolvimento na formação. Segundo o MEC, estas mudanças visam auxiliar melhor no desenvolvimento de absorção de conhecimento por parte dos alunos de maneira mais coesa.

Gostou? Então compartilhe na sua rede social!

Márcia Rabelo

Deixe um comentário
Compartilhar

Posts Recentes

Divulgado Edital Parcial do Enem 2021

Diferentemente de anos anteriores, o Inep divulgou nesta segunda, 03, o edital do Exame Nacional… Leia mais

2 dias atrás

Inscrições abertas para o Sisu 2021

Os candidatos que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio em 2020, já podem se… Leia mais

4 semanas atrás

Medias de Notas do Enem 2020

Apesar das dificuldades de acessos relatadas por diversos candidatos, os resultados do Enem foram liberados… Leia mais

1 mês atrás

Divulgação dos Resultados do Enem 2020

O Inep, autarquia responsável pela elaboração e aplicação do Enem, confirmou nesta sexta-feira a divulgação… Leia mais

1 mês atrás

Provas e Gabaritos do ENEM 2020

Treinar com provas antigas do Enem pode ajudar a se acostumar com o estilo das… Leia mais

3 meses atrás

Abstenção recorde marca primeiro dia do Enem 2020

O primeiro dia do Enem 2020 foi marcado pelo recorde de abstenções já registrado no… Leia mais

4 meses atrás