close
Notícias Enem

Nova Base Curricular para Ensino Infantil e Fundamental

Entenda como vai funcionar a nova base curricular para ensino infantil e fundamental

O MEC divulgou nesta quinta-feira, 06, a nova base curricular para ensino infantil e fundamental. A promessa de reforma havia sido feita em 2014 e desde então estava sendo elaborada pelo governo. A reforma tem previsão de aplicação para o segundo semestre, apesar dos municípios terem um prazo de adequação de até 02 anos, pois cada um detém os seus círculos escolares com certa independência.

Essas mudanças nada têm a ver com a reforma do ensino médio. Trata-se apenas de alterações para o ensino fundamental, mais especificamente o início da alfabetização.

A reforma proposta pelo governo prevê a redução na desigualdade do ensino no país e determina o que as escolas deverão proporcionar aos alunos durante o ensino fundamental.

Veja quais mudanças ocorrerão no Ensino Fundamental:


  • Exclusão do Ensino Religioso – Segundo o MEC não cabe a União obrigar deste tipo de disciplina, sendo o Estado laico e a partir de agora para a ser optativo por cada região;
  • Língua Inglesa passa a ser obrigatório – Antes era selecionado pelo município que tipo de língua estrangeira seria adotada, dependendo da região, cultura, etc;
  • Exclusão do conceito de Gênero – Segundo o MEC, o que deve ser trabalhado é o respeito a pluralidade, com a inclusão de sexo, raça e gênero, ou seja, sem um conceito único.
  • Alfabetização até 2 anos – a partir de agora toda criança deve estar alfabetizada até o segundo ano letivo. Antes o prazo eram 3 anos;
  • História com base na cronologia – O conteúdo de história deve ser apresentado ao aluno de forma cronológica;
  • Criação das 10 competências – Essas 10 competências se resumem basicamente em: Utilizar tecnologias; valorizar a diversidade; argumentação com base em fatos; conhecer-se, apreciar-se; exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos; agir pessoal e coletivamente com autonomia, responsabilidade, flexibilidade e resiliência.

Mudanças no ensino para crianças até 5 anos e 11 meses

Além do ensino fundamental, o ensino considerado infantil, que atende as crianças de até 5 anos e 11 meses também sofrerão mudanças. Nesta etapa considerada uma das principais fases no aprendizado, pois trata-se da fase de desenvolvimento inicial, onde a criança começa a ter acesso as primeiras informações e desenvolver o seu senso de aprendizado.

Nesta fase o MEC quer garantir às crianças as áreas com os chamados campos de experiência, que significa brincar e explorar, afim de exercitar o desenvolvimento na formação. Segundo o MEC, estas mudanças visam auxiliar melhor no desenvolvimento de absorção de conhecimento por parte dos alunos de maneira mais coesa.

Gostou? Então compartilhe na sua rede social!


Márcia Rabelo


Tags : Ensino Médio
Márcia Rabelo

Autor (a) Márcia Rabelo

Graduando em Administração de Empresas pela Universidade Nove de Julho, produtora/editora de textos e artigos para os sites vocênoenem, vocênoencceja, Clube DETRAN e i50, além de gerente de vendas no Grupo Barukar E-commerce.

Deixe seu Comentário

avatar