close

Justiça manda suspender Sisu 2020 e MEC corrigir notas do Enem 2019

A justiça decidiu suspender na noite desta sexta-feira, 24, a divulgação dos resultados das inscrições do Sisu 2020, e ordena que o MEC corrija as nota do Enem 2019. A ação foi movida pela  Defensoria Pública da União (DPU), e a medida foi decisão da Justiça de SP. Na decisão, o juiz determina que o Sisu seja suspenso após as inscrições, além de obrigar o MEC a comprovar que os erros na correção das provas do Enem 2019 foram totalmente corrigidos.

A decisão proferida pela 8ª Vara Cível Federal nesta sexta é provisória, e o Ministério da Educação informou que a Advocacia-Geral da União (AGU) vai recorrer da decisão, para impedir que os resultados não sejam divulgados na próxima terça, data prevista para a divulgação dos resultados dos selecionados na primeira chamada do Sisu.

Ou seja, além das inscrições serem suspensas após as inscrições, o MEC deverá corrigir o erro na correção das provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019. E além da Justiça Federal de São Paulo, há também uma ação da Procuradoria Regional dos Diretos do Cidadão (PRDC) em Minas Gerais.

Pontos principais da decisão do 8ª Vara Cível:

  1. Determina “aos réus que comprovem documentalmente que a revisão ex officio das notas das provas nas quais foram identificadas falhas foram consideradas para a readequação das notas de todos os candidatos no ENEM, em razão da teoria da resposta ao item, indicando-se quais eram os parâmetros antes e depois da revisão; e que todos os solicitantes de revisão tiveram seu pedido atendido, ainda que a nota não tenha sido alterada, e que foram adequadamente informados de tal decisão”.
  2. Determina que o Inep deve “SUSPENDER o processo de seleção do SISU, a partir do dia seguinte ao término do prazo de inscrição, previsto no cronograma original do MEC, até posterior decisão judicial”.

Nota da AGU

“A Advocacia-Geral da União ainda não foi intimada na referida ação. Assim como em outras ações que questionam as notas do Enem 2019, a instituição está prestando todos os esclarecimentos necessários sobre as medidas adotadas para manter a regularidade dos processos e evitar o prejuízo que eventual alteração de cronograma relacionado ao Sisu pode acarretar também para outras políticas na área de educação, como PROUNI e FIES. A AGU ressalta que não houve prejuízo aos candidatos depois de adotadas as soluções administrativas nos casos pontuais que estão sob análise da Justiça”.

IMPORTANTE: A priori, a decisão recai sobre a divulgação dos selecionados para o Sisu 2020, que aconteceria na próxima terça, 28.  As inscrições continuam valendo até dia 26 de janeiro para os interessados em ingressar e concorrer a uma vaga o ensino superior através das universidades publicas do país.

Tags : InscriçãoInscrição SisuSisu
Márcia Rabelo

Autor (a) Márcia Rabelo

Graduando em Administração de Empresas pela Universidade Nove de Julho, produtora/editora de textos e artigos para os sites vocênoenem, vocênoencceja, Clube DETRAN e i50, além de gerente de vendas no Grupo Barukar E-commerce.

1
Deixe seu Comentário

avatar
1 Comentar tópicos
0 Respostas do tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
1 Autores de comentários
ANDRE LUIZ MARTINS Autores recentes de comentários
mais novo mais velho mais votado
ANDRE LUIZ MARTINS
Visitante
ANDRE LUIZ MARTINS

Fui aprovado na Vunesp, mas tenho preferência pela federal de são Carlos… como faço agora.

tenho q fazer a matricula ate amanhã na Unesp, ou perco minha vaga.