Justiça decide não aceitar pedido de adiamento do Enem 2016

Acaba de sai decisão e Justiça decide não aceitar pedido de adiamento do Enem 2016

Acaba de ser divulgado pela Justiça do Ceará a decisão de não aceitar o pedido de adiamento do Enem 2016. Com isso as datas de 05 e 06 de novembro, próximo final de semana, estão mantidas para a realização do Exame. O pedido havia sido feito por um Procurador do Estado do Ceará, sob a alegação de que não seria equivalente que os candidatos tivessem dias diferentes para a realização das provas.

Lembrando que o Inep divulgou uma lista de escolas que terão as provas do Enem adiadas, devido a ocupação de alguns estudantes em protesto, mas a data oficial será mantida para o próximo sábado e domingo. As escolas ocupadas cujo Enem foi adiado, farão as provas nos dias 03 e 04 de dezembro.

Mesmo assim, o MEC divulgou nesta quinta (03), que outras escolas que foram ocupadas após a divulgação da lista feita da terça, também terão o adiamento do exame. E segundo o Inep, a lista será liberada até amanhã pela manhã.

Em entrevista concedida, o Ministro da Educação, Mendonça Filho, informou que o custo desse adiamento gira em torno de R$ 12 milhões aos cofres públicos, devido aos gastos que serão realizados com logística, segurança de transporte das provas e segurança dos locais de provas.

A presidente do Inep, Maria Inês Fini, também fez questão de garantir a isonomia das provas, e informou que já ocorrem normalmente a realização de duas provas do Enem no ano sem maiores problemas, que é o caso das pessoas que se encontram no momento encarceradas. Sendo assim, não há motivos para a preocupação quanto a essa nova data.

Por isso é importante que você esteja atento a divulgação e verifique se a sua escola está entre elas ou não.

Justiça determina reintegração das escolas ocupadas em Curitiba

A Justiça do Estado do Paraná está agido contra o tempo para tentar desocupar as escolas e assim evitar um adiamento do Enem para um número maior de candidatos.

O pedido feito pela Procuradoria Geral do Estado, determina que seja feito a reintegração de posse destas escolas no Estado do Paraná. Ao todo são 44 escolas estaduais que se encontram ocupadas no momento naquele estado.

Mas mesmo que ocorra a desocupação dos locais, não será possível a realização das provas, pois uma vez adiada existe um problema de logística que o impediria.

Gostou? Então compartilhe na sua rede social!

Márcia Rabelo

 

Deixe seu Comentário

Seja o primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz

© 2017 vocênoenem Todos os direitos reservados.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?