close

Corte de  5.613 bolsas do CAPES são anunciadas pelo Governo

O CAPES, é a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior, que são direcionadas para mestrado, doutorado e pós-doutorado no Brasil, que atuam com bolsas para pesquisas, criado ainda no Governo de Getúlio Vargas. O Corte de 5.613 bolsas do CAPES anunciadas pelo Governo, representa cerca de 11 mil bolsas e não serão aceitos novos pesquisadores neste ano.

Segundo o Governo, o contingenciamento, também atingiu o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), que é ligado ao Ministério da Ciência, e responsável pela emissão dessas bolsas, pois somente para 2020 a redução de orçamento do MEC deve chegar a 9%, e esse corte vai representar uma redução de gastos de R$ 37,8 milhões. Em matéria divulgada pelo G1, o CAPES tem atualmente 211.784 bolsas, com atividade em todas as áreas de atuação. Desse total, 92.680 são da pós-graduação.

Histórico de cartes

Esse não é o primeiro corte sofrido pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior, somente em 2019 foram:


  • Em 9 de maio, a Capes comunicou o bloqueio de 3.474 bolsas
  • Em 4 de junho, a Capes avisou que deixaria de oferecer 2,7 mil bolsas
  • Em 03 de Setembro anuncia cortes de 5.613 mil bolsas

Em declaração dada ao G1, a Associação Nacional de Pós-Graduandos (ANPG) afirmou que os “cortes (…) ferem de morte o ensino superior, a pós-graduação e a ciência nacional”.  E segundo o Presidente do Capes, Anderson Ribeiro Correia, o órgão está buscando saída para tentar recuperar ou recompor esse orçamento, mas não deu maiores detalhes.




Márcia Rabelo

Autor (a) Márcia Rabelo


Graduando em Administração de Empresas pela Universidade Nove de Julho, produtora/editora de textos e artigos para os sites vocênoenem, vocênoencceja, Clube DETRAN e i50, além de gerente de vendas no Grupo Barukar E-commerce.



Deixe seu Comentário

avatar