close

As mudanças não mudarão o conceito, mas fica mais difícil se preparar para o Enem 2017

Com as mudanças divulgadas pelo Inep, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, ficará mais difícil se preparar para o Enem 2017. Apesar do Ministro da Educação, Mendonça Filho, declarar que nada muda no conceito do exame, muitos acreditam que irá aumentar a dificuldade. Isso porque teremos alteração não só nos dias de realização das provas como também a ordem de matérias.

Vamos simplificar. A redação será no primeiro domingo de prova juntamente com as 90 questões de linguagens e humanas. E apear de ser mantido o tempo de 5h30m, é bom ficar atento para não perder tempo desnecessariamente. Começando pela redação para ter a mente mais livre para o tema abordado e maior criatividade no desenvolvimento dela, mas não esqueça que terá que resolver as 90 questões, ou seja, o tempo deverá ser administrado da melhor forma.

Segundo professores de redação, o tempo a ser dedicado a princípio é de 1h20m, para que possa revisar o que foi escrito e também tenha tempo para ler e se concentrar na resolução das questões.

Tem ainda quem acredite no aumento da dificuldade devido a retirada do certificado de conclusão do ensino médio para quem realizava o Enem e conseguia nota mínima exigida, e que era mais procurado por aqueles que tinham feito supletivo.

Além disso tudo outro fator que não é novidade para quem participa do Enem é o cansaço. E como muitos acham que o desgaste da Redação no primeiro dia pode impactar no resultado do segundo domingo, a dica é tentar relaxar o máximo possível, mesmo que seja difícil.

Quais serão as mudanças para o Enem 2017

As mudanças divulgadas pelo MEC no início desse ano causaram um certo impacto nos futuros candidatos do Enem a partir de 2017, apesar de ter sido baseada em uma consulta pública realizada pelo órgão.

As principais mudanças serão:

  • Provas em 02 domingos seguidos – 05 e 12 de novembro;
  • Redação no primeiro dia de prova;
  • Veto para Certificado de Conclusão do Ensino Médio;
  • Isenção de pagamento de taxa para quem participa do CadÚnico;
  • Não será divulgado o ranking por escolas;

Dentre as mudanças citadas acima, vale ressaltar que a isenção de pagamento é para quem terminou o ensino médio em escolas públicas e pertencem ao CadÚnico, mas se por ventura fez a inscrição no ano anterior com isenção e não compareceu no dia da prova, o benefício será cortado a partir do ano seguinte.

O mais importante de tudo é a sua preparação, e mesmo com todas as mudanças a partir desse ano, não deixar que isso atrapalhe os seus estudos. Afinal, o Enem se tornou o maior vestibular do país, com milhões de brasileiros inscritos lutando pela tão sonhada vaga em uma universidade, seja ela pública ou particular. Então boa sorte e até a próxima!

Gostou? Então compartilhe na sua rede social!

Márcia Rabelo

Tags : Redação ENEM
Márcia Rabelo

Autor (a) Márcia Rabelo

Graduando em Administração de Empresas pela Universidade Nove de Julho, produtora/editora de textos e artigos para os sites vocênoenem, vocênoencceja, Clube DETRAN e i50, além de gerente de vendas no Grupo Barukar E-commerce.

guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Exibir todos os comentários