Categorias: Notícias Enem

Enem será adiado nas escolas ocupadas

Enem será adiado para alunos que fariam exame em escolas ocupadas

A 7 dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mais de 1 mil escolas estão ocupadas em protesto. Desses, 182 são locais de prova do exame, de acordo o Ministério da Educação e balanço divulgado pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes).

A diretora de gestão e planejamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Eunice Santos, diz que o MEC está monitorando as escolas ocupadas. Eunice diz que dia 31 de outubro é o prazo final que o Ministério da Educação deu para os estudantes deixarem os centros de ensino ocupados. Caso o pedido não seja atendido, o Enem será cancelado nessas escolas. Em outros locais, o Enem será realizado normalmente.

A diretora  explica ainda  que os alunos que estiverem as provas marcadas em escolas ocupadas devem fazer o exame outro dia.

Sonora: “Nós não temos condições de fazermos transferência, neste momento, de locais de prova. Aquelas escolas que eventualmente estejam ocupadas dia 31, o Enem terá que ser suspenso para esse grupo de alunos. E aí haverá uma nova data. Nós não temos como fazer essa substituição faltando 10 dias úteis para o exame.”

Segundo a diretora de Gestão e Planejamento, uma semana é o tempo mínimo que o MEC precisa para fazer uma vistoria e habilitar o local para a avaliação.

Os alunos que ocupam a escola são contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos. Os estudantes também rejeitam a reforma do ensino médio, enviada ao Congresso. A presidente da Ubes, Camila Lanes, diz que não há uma orientação da entidade sobre o Enem.

Sonora: “Quem decide é a ocupação. A Ubes tem auxiliado e acompanhado a luta com os estudantes, mas há autonomia para decidir se vai desocupar ou não. Tanto é que neste momento várias escolas estão sendo desocupadas porque os estudantes é que decidiram.”

A estudante Rosiene Alves, de 20 anos, vai fazer a  prova do Enem pela segunda vez. Ela conta que está preocupada com o movimento de ocupações de escolas, já que pode acabar tendo que fazer o exame em outra data.

Sonora: “Com a ocupaão dessas escolas, muitas pessoas vão ficar sem fazer a prova. É ruim porque a gente estuda um tempão e, quando chega nessa etapa, vem uma notícia dessas.”
A Advocacia-Geral da União (AGU) estuda cobrar, na Justiça, de alunos e organizações responsáveis pelas ocupações, o custo da aplicação das provas aos estudantes prejudicados. O valor estimado é de R$ 90 por prova.

Recentemente, o MEC enviou aos institutos federais um comunicado pedindo os nomes dos alunos envolvidos nas ocupações. Por sua vez, a procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, enviou um ofício ao ministro da Educação, Mendonça Filho, pedindo esclarecimentos sobre o levantamento desses nomes.

Enem 2016

Mais de 8,6 milhões de candidatos se inscreveram no Enem neste ano. Nos dois dias de prova, os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. Os estudantes devem ficar atentos ao horário de verão e verificar na localidade onde moram o horário exato do exame. As provas começam a ser aplicadas às 13h30. O Enem será aplicado nos dias 5 e 6 de novembro.

No primeiro dia, serão realizadas as provas de ciências humanas e de ciências da natureza, com duração de quatro horas e meia. No segundo dia, os participantes terão cinco horas e meia para resolver questões de linguagens e códigos, redação e matemática.

A nota do Enem é usada na seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu); bolsas na educação superior privada, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni); além de ser requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado como certificação do ensino médio.

O que levar?

– É obrigatória a apresentação de um documento de identificação original com foto. No edital estão os documentos aceitos.

– Em casos de perda, extravio, furto ou roubo do documento de identificação, é preciso apresentar um boletim de ocorrência expedido “por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro dia de aplicação do exame”.

– Caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.

Motivos que podem eliminar o candidato:

– Consultar ou comunicar-se com outros participantes durante o período das provas.

– Portar lápis, lapiseira, borrachas, caneta que não seja de material transparente, livros, manuais, impressos e anotações. Portar qualquer dispositivo eletrônico.

– Usar óculos escuros, boné, chapéu, viseira, gorro ou similares.

– Portar armas.

– Sair definitivamente da sala de prova antes de completadas duas horas do início do exame.

– Receber da equipe de aplicação, informações sobre o conteúdo do exame.

Redação

Aqui no vocênoenem você encontrará respostas para as dúvidas mais frequentes dos candidatos sobre o ENEM, ficando por dentro de todos os detalhes.

Deixe um comentário
Compartilhar
Publicado por
Tags: Provas

Posts Recentes

Questões do Enem de 2009 a 2019

Os alunos que vão prestar o Enem contam com mais uma ferramenta pública para auxiliar… Leia mais

4 semanas atrás

Prazo para envio de foto do Enem foi prorrogado

Após diversas reclamações de problemas para carregar a foto no site do Exame Nacional do… Leia mais

1 mês atrás

Mais de 500 mil inscritos no Enem 2020 são treineiros

Dos mais de 5,7 milhões de inscritos para o Enem, mais de 500 mil são… Leia mais

3 meses atrás

Enem será aplicado em janeiro de 2021

O Exame Nacional do Ensino Médio edição 2020 já tem data marcada para acontecer! A… Leia mais

5 meses atrás

Já escolheu as datas do Enem 2020?

Após o adiamento do Exame Nacional do Ensino Médio 2020, o Enem, o Inep lançou… Leia mais

3 semanas atrás

Enquete Enem 2020: Novas Datas do Enem 2020

Os participantes do Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, já têm disponível as datas… Leia mais

3 semanas atrás