close

Enem será adiado para alunos que fariam exame em escolas ocupadas

A 7 dias do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), mais de 1 mil escolas estão ocupadas em protesto. Desses, 182 são locais de prova do exame, de acordo o Ministério da Educação e balanço divulgado pela União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes).

A diretora de gestão e planejamento do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Eunice Santos, diz que o MEC está monitorando as escolas ocupadas. Eunice diz que dia 31 de outubro é o prazo final que o Ministério da Educação deu para os estudantes deixarem os centros de ensino ocupados. Caso o pedido não seja atendido, o Enem será cancelado nessas escolas. Em outros locais, o Enem será realizado normalmente.

A diretora  explica ainda  que os alunos que estiverem as provas marcadas em escolas ocupadas devem fazer o exame outro dia.

Sonora: “Nós não temos condições de fazermos transferência, neste momento, de locais de prova. Aquelas escolas que eventualmente estejam ocupadas dia 31, o Enem terá que ser suspenso para esse grupo de alunos. E aí haverá uma nova data. Nós não temos como fazer essa substituição faltando 10 dias úteis para o exame.”

Segundo a diretora de Gestão e Planejamento, uma semana é o tempo mínimo que o MEC precisa para fazer uma vistoria e habilitar o local para a avaliação.

Os alunos que ocupam a escola são contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241, que limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos. Os estudantes também rejeitam a reforma do ensino médio, enviada ao Congresso. A presidente da Ubes, Camila Lanes, diz que não há uma orientação da entidade sobre o Enem.

Sonora: “Quem decide é a ocupação. A Ubes tem auxiliado e acompanhado a luta com os estudantes, mas há autonomia para decidir se vai desocupar ou não. Tanto é que neste momento várias escolas estão sendo desocupadas porque os estudantes é que decidiram.”

A estudante Rosiene Alves, de 20 anos, vai fazer a  prova do Enem pela segunda vez. Ela conta que está preocupada com o movimento de ocupações de escolas, já que pode acabar tendo que fazer o exame em outra data.

Sonora: “Com a ocupaão dessas escolas, muitas pessoas vão ficar sem fazer a prova. É ruim porque a gente estuda um tempão e, quando chega nessa etapa, vem uma notícia dessas.”
A Advocacia-Geral da União (AGU) estuda cobrar, na Justiça, de alunos e organizações responsáveis pelas ocupações, o custo da aplicação das provas aos estudantes prejudicados. O valor estimado é de R$ 90 por prova.

Recentemente, o MEC enviou aos institutos federais um comunicado pedindo os nomes dos alunos envolvidos nas ocupações. Por sua vez, a procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, enviou um ofício ao ministro da Educação, Mendonça Filho, pedindo esclarecimentos sobre o levantamento desses nomes.

Enem 2016

Mais de 8,6 milhões de candidatos se inscreveram no Enem neste ano. Nos dois dias de prova, os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. Os estudantes devem ficar atentos ao horário de verão e verificar na localidade onde moram o horário exato do exame. As provas começam a ser aplicadas às 13h30. O Enem será aplicado nos dias 5 e 6 de novembro.

No primeiro dia, serão realizadas as provas de ciências humanas e de ciências da natureza, com duração de quatro horas e meia. No segundo dia, os participantes terão cinco horas e meia para resolver questões de linguagens e códigos, redação e matemática.

A nota do Enem é usada na seleção para vagas em instituições públicas, por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu); bolsas na educação superior privada, pelo Programa Universidade para Todos (ProUni); além de ser requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Para pessoas maiores de 18 anos, o Enem pode ser usado como certificação do ensino médio.

O que levar?

– É obrigatória a apresentação de um documento de identificação original com foto. No edital estão os documentos aceitos.

– Em casos de perda, extravio, furto ou roubo do documento de identificação, é preciso apresentar um boletim de ocorrência expedido “por órgão policial há, no máximo, 90 dias do primeiro dia de aplicação do exame”.

– Caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.

Motivos que podem eliminar o candidato:

– Consultar ou comunicar-se com outros participantes durante o período das provas.

– Portar lápis, lapiseira, borrachas, caneta que não seja de material transparente, livros, manuais, impressos e anotações. Portar qualquer dispositivo eletrônico.

– Usar óculos escuros, boné, chapéu, viseira, gorro ou similares.

– Portar armas.

– Sair definitivamente da sala de prova antes de completadas duas horas do início do exame.

– Receber da equipe de aplicação, informações sobre o conteúdo do exame.

Tags : Provas
Redação

Autor (a) Redação

Aqui no vocênoenem você encontrará respostas para as dúvidas mais frequentes dos candidatos sobre o ENEM, ficando por dentro de todos os detalhes.

7
Deixe seu Comentário

avatar
7 Comentar tópicos
0 Respostas do tópico
0 Seguidores
 
Comentário mais reagido
Tópico de comentário mais quente
7 Autores de comentários
MaluSashaConguinhaJararacaAlice gatinha Autores recentes de comentários
mais novo mais velho mais votado
Malu
Visitante
Malu

Injustiça… Anule pra todos Inep!

Injustiça com quem vai fazer na data certa!

Sasha
Visitante
Sasha

Como assim? Anula pra todos, INEP!!!!!!!!!!! QUE INJUSTIÇA COM OS ALUNOS QUE VÃO FAZER NA DATA CERTA

Conguinha
Visitante
Conguinha

TEM QUE ANULAR PRA TODOS. Muda essa cabrulha pra outro dia. Como pode os ixxxpertinhos terem acesso ao tema da redação e às questões e eu não? Como pode garoto ixpertinho malacoi

Jararaca
Visitante
Jararaca

Pelo amor de Cristo anulem isso. Que descaso com minha beleza!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Alice gatinha
Visitante
Alice gatinha

Como vão fazer essa bosta diferente em um mês? Tem que anular pra todos

amanda
Visitante
amanda

Eu penso que deve anular para todos. Porque quem vai fazer primeiro vai fazer sem saber oque cai. Os outros vão ter acesso a prova ao tema da redação e assim vai fica mais fácil pra eles. Se anular tem que seu igual, para todos!

Everton
Visitante
Everton

Se a prova for diferente, tudo bem. Por que poderiam ver o conteúdo e as perguntas que caíram e estudar o conteúdo específico.