Enem não terá mais treineiros e certificação do ensino médio

Novo Enem poderá excluir treineiros e certificado de conclusão do ensino médio

O novo modelo do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) não deverá mais servir para certificar a conclusão do ensino médio. Os treineiros – aqueles que fazem as provas só pra treinar – também deverão ser excluídos do processo e terão, em troca, um simulado nacional, aplicado em julho, antes do Enem, que ocorre no final do ano. As mudanças foram adiantadas pela presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Maria Inês Fini, na reunião do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed).

O anúncio oficial do novo Enem será feito após a segunda aplicação do exame, que será nos dias 3 e 4 de dezembro. Algumas das mudanças podem começar a valer em 2017. Segundo Maria Inês, o Inep estuda formas de adequar o Enem à reforma do ensino médio, que consta na Medida Provisória 746/2016. As alterações ainda estão em discussão.

Certificação

Atualmente, o Enem pode ser usado para que os estudantes obtenham certificado de conclusão do ensino médio. Para isso, é preciso alcançar pelo menos 450 pontos em cada uma das áreas de conhecimento das provas e nota acima de 500 pontos na redação. Cerca de 11% dos inscritos conseguem esse resultado anualmente e obtêm a certificação.

“O exame não foi preparado para fazer esse tipo de avaliação”, disse a presidente do Inep. No ano passado, segundo ela, dos 990 mil candidatos que fizeram o Enem com essa finalidade, 74 mil obtiveram a certificação.

A intenção é que as certificações sejam concentradas no Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja) já aplicado atualmente no Brasil e no exterior. O Encceja pode ser usado para a certificação no nível de conclusão do ensino fundamental para quem tem no mínimo 15 anos completos, e do ensino médio, para aqueles com 18 anos ou mais.

A ideia de retirar a certificação do ensino médio do Enem vem desde a gestão passada do Ministério da Educação (MEC). O então ministro Aloizio Mercadante chegou a anunciar um novo exame voltado apenas para isso, que seria aplicado este ano. Isso não ocorreu.

Treineiros

O Inep quer aplicar um simulado nacional para os treineiros, ou seja, aqueles que ainda estão cursando o ensino médio. Atualmente, os treineiros fazem o exame na mesma data, mas não podem usar o resultado para ingressar no ensino superior.

Maria Inês enfatiza que os direitos adquiridos pelos estudantes, de usar a nota para participar de seleção para o ensino superior público pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e para concorrer a bolsas de estudo pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) serão mantidos no novo modelo.

“Todas essas demandas e rumos que a reforma do ensino médio mostram para nós têm sido a preocupação do Inep na modernização do Enem, que em momento algum fará agressão ao currículo e não agredirá os direitos adquiridos na concorrência de vagas do Sisu e das bolsas do ProUni”, disse a presidente do Inep.

Reforma do ensino médio

Pela MP 746/2016, parte da carga horária do ensino médio é voltada a um aprendizado comum, definido pela Base Nacional Comum Curricular, que ainda está em discussão; e, na outra parte, o estudante poderá escolher entre cinco itinerários formativos: linguagens; matemática; ciências da natureza; ciências humanas; e formação técnica e profissional.

A intenção é adequar o Enem a esse modelo. A presidente não adiantou as mudanças que serão feitas nesse sentido. Uma das possibilidades, cogitada por especialistas, é que haja modelos diferentes de Enem, mais direcionados para o que os estudantes aprenderam na etapa de ensino.

*Com informações da Agência Brasil

 

Deixe seu Comentário

7 Comentários em "Enem não terá mais treineiros e certificação do ensino médio"

avatar
Ordenar por:   mais novo | mais velho | mais votados
adriano
Visitante

Assim como muitos do governo esse aloisio mercadante é um estúpido em cortar a conclusão do ensino fundamental bem como o ensino médio. A vida já está tão difícil e esses idiotas ficam procurando como ferrar com o povo brasileiro. Nos usa o enem tem uma taxa simbólica para fazer a prova,. Aqui no Brasil já está sendo visto como uma ótima forma de arrecadação de dinheiro. Brasil de merda!

carmem
Visitante

Já existe o supletivo para isso

Larissa Oliveira
Visitante

Eu achei uma boa, porém muitas pessoas que não teria tempo em voltar pra escola perde a oportunidade de consegui o certificado e consegui fazer uma faculdade! É uma pena acho que não poderia ter cortado 😔

viviane
Visitante

Na minha opinião o governo não deveria tirar o certificado de conclusão do ensino médio, acho que o candidato que consegue uma boa pontuação no Enem está apto a ingressar numa faculdade. É um incentivo á mais.

Nil
Visitante

Gostei! dessa reforma. Vai ajudar muito, as pessoas ,que querem ingressar na faculdade, mais perdem o direito. Optando pela conclusão do ensino médio.

Tatiana Fonseca de Oliveira
Visitante
Fico muito triste em saber q não tera mais a conclusão para o ensino medio! Mais espero q estejam buscando uma forma bem parecida para q se conclua o ensino medio! Pois sou casada tenho 2 filhas e no momento não tem como eu frequentar a escola novamente. Fiz o Enem este ano para tentar concluir. E me despertou muito a vontade de correr atras dos estudos novamente. E incentivei varias pessoas q como eu tiveram q começar a trabalhar muito cedo e não conseguiram conciliar trabalho e estudo. Por isso aqui no Brasil muitos não concluíram o ensino médio!… Leia mais »
valdir Novais
Visitante

Acredito que seja uma boa ideia, porem, é necessário o governo começar a trabalhar em prol de um projeto de valorização dos professores. Adequar as escolas e inserir mais mecanismos de ensino. A muito a ser feito, mas já é um começo.

wpDiscuz

© 2017 vocênoenem Todos os direitos reservados.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account