close

Consulta Pública do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já tem mais de 225 mil respostas

A Consulta Pública sobre mudanças no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) alcançou a marca das 225 mil respostas às 17h desta quinta-feira, 2. As perguntas, abertas em 18 de janeiro, ficam disponíveis até 10 de fevereiro.

Para opinar sobre o futuro do Enem, é preciso fazer um rápido cadastro. Cada participação será computada apenas uma vez. A Consulta Pública tem três perguntas objetivas – que abordam alternativas de mudanças dos dias de aplicação de provas e possibilidade de aplicação por computador – e uma discursiva, na qual o cidadão pode dar sugestões para aprimoramento do exame.

Os interessados em participar, podem acessar a página da Consulta Pública, no portal do Inep.

Três perguntas sobre as mudanças

São três perguntas objetivas que abordam as alternativas de mudanças no exame. A primeira pede que o participante escolha entre o formato atual de provas em dois dias ou a redução das questões para uma jornada. Segundo ministro da Educação, Mendonça Filho, essa pergunta está sendo feita porque a mudança poderia gerar economia para a pasta.

“Uma aplicação de um único dia tem custo reduzido de um dia em segurança e volume de papel, por exemplo, uma vez que a prova terá que ser menor”, afirmou Mendonça Filho.

A presidente do Inep afirmou que o instituto fez um estudo sob encomenda do ministério e, técnicos e especialistas contratados relataram que é possível garantir a qualidade do exame mesmo se realizado em dia único. Segundo o ministro, após os resultados da consulta pública, é possível que o Enem 2017 fique concentrado em uma jornada.

Sobre boatos que circularam nas redes sociais com relação a eliminação da redação em um novo formato do exame, o ministro da Educação declarou que isso não irá acontecer. “É uma mentira isso de que possivelmente não haverá redação”, disse. “Nenhum conteúdo será desprezado. Será garantido o equilíbrio técnico”, declarou Mendonça Filho sobre a possibilidade de redução das provas do Enem para realização em dia único.

A segunda questão da consulta é sobre a possibilidade de aplicação da prova por computador. Mesmo que aprovada, o ministério não prevê essa mudança antes de 2018 porque haveria demanda de infraestrutura e modificação no sistema para garantir a segurança do Enem.

Além dessas há uma questão discursiva na qual o participante pode dar suas sugestões para aprimoramento do exame. Para a secretária executiva do ministério, Maria Helena Castro, no final de 2017 o país terá uma nova base curricular comum e o Enem deverá ser adaptado gradualmente a essas mudanças, inclusive segundo ela, em vistas da aprovação da reforma do ensino médio.

A única modificação já confirmada pelo governo para o Enem 2017 é eliminar a função de certificação de conclusão do ensino médio. A partir deste ano, pessoas maiores de 18 anos que não terminaram o ensino médio na idade regular deverão fazer o Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos (Encceja).

Tags : Enem
Redação

Autor (a) Redação

Aqui no vocênoenem você encontrará respostas para as dúvidas mais frequentes dos candidatos sobre o ENEM, ficando por dentro de todos os detalhes.

guest
0 Comentários
Feedbacks em linha
Exibir todos os comentários