Como saber se fui bem na prova do Enem

Descubra como saber se você foi bem na prova do Enem

Com exceção da redação, que não é corrigida pela Teoria de Resposta ao Item (TRI) e cuja nota varia de 0 a 1000, não existe uma pontuação máxima e mínima fixada que o participante possa atingir no Enem. Como os limites de escala variam conforme o nível de dificuldade das questões e o comportamento dos estudantes em cada pergunta, a pontuação sofre alterações a cada edição do exame. Dessa forma, para saber se foi bem na prova, o estudante deverá comparar seu desempenho com as notas mínimas e máximas obtidas pelos participantes.

Em 2014, as notas dos candidatos em ciências humanas variaram entre 324,8 e 862,1 pontos. Na prova de ciências da natureza, a nota máxima foi 876,4 e a mínima 330,6. Em matemática, a pontuação mínima foi 318,5 e a máxima 973,6. Em linguagens, a nota mais alta foi 814,2 pontos e a menor 306,2 pontos.

Como funciona o TRI

A TRI entende que alunos com mais conhecimento sobre determinado tema tendem a acertar um número maior de questões, desde as mais simples até as mais complexas. Esse tipo de análise é empregado nas quatro provas objetivas (Matemática, Linguagens e Códigos, Ciências da Natureza e Ciências Humanas). Conforme vai descobrindo o grau de proficiência do estudante no tema, o sistema vai atribuindo uma pontuação diferente a cada questão e isso gera um resultado totalmente imprevisível no final.

Esse é o motivo pelo qual é comum encontrar pessoas que acertam o mesmo número de questões, mas tiram notas completamente diferentes no boletim final do Enem.

O sistema também é capaz de identificar acertos aleatórios. E aqui temos outro cenário: pessoas que acertam questões mais complexas e erram as mais fáceis podem ter nota mais baixa do que aqueles que acertam apenas as mais fáceis. A TRI entende que se você acertou uma questão difícil, mas errou uma fácil sobre o mesmo tema, provavelmente marcou no chute!

É um modelo tão diferente que é impossível tirar notas extremas. Por causa da TRI, não dá para tirar zero nem a nota máxima (1.000 pontos) nas provas objetivas do Enem.

Para que serve a nota do Enem

O resultado do Enem pode dar acesso a universidades públicas e a outros programas educacionais. Confira abaixo:

Sisu

A nota do Enem poderá ser usada para participar de programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em instituições públicas de ensino superior em todo o país. As inscrições da primeira edição deste ano poderão ser feitas de 11 a 14 de janeiro. Serão ofertadas 228 mil vagas e, para participar, o candidato não pode ter tirado zero na redação. Cada universidade pode, também, estabelecer notas mínimas para cada uma das provas e para a redação.

ProUni

A nota poderá ser usada também para obter bolsas de estudo integrais ou parciais em instituições particulares de ensino superior pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). Para participar, o estudante não pode ter zerado a redação e precisa obter pelo menos uma média de 450 pontos nas demais provas do Enem. O programa está disponível para estudantes que tenham concluído o ensino médio na rede pública ou tenham sido bolsistas na rede particular e que tenham renda familiar per capita máxima de três salários mínimos.

Fies

Os estudantes que já concluíram o ensino médio e queiram solicitar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) também podem tentar com ajuda do desempenho no Enem. Eles deverão ter realizado o exame de 2010 ou ano posterior e precisam ter obtido média aritmética das notas nas provas inferior a 450 pontos e/ou nota na redação igual a 0 (zero).

Substituição ou complementação do vestibular

Algumas universidades utilizam o resultado do Enem em substituição ao vestibular ou como uma nota complementar ao seu próprio processo seletivo.

Certificação do Ensino Médio

Para obter a certificação do ensino médio, é preciso ter feito a solicitação no momento da inscrição do Enem, ter mais de 18 anos e ter obtido pelo menos 450 pontos em cada uma das provas e 500 pontos ou mais na redação.

Estudar no exterior

A nota pode ser usada também para participar do programa de intercâmbio acadêmico Ciência sem Fronteiras e para acesso aos cursos de graduação de várias universidades em Portugal.

Cursos técnicos

O Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico e Profissional (Sisutec), que destina a estudantes vagas gratuitas em cursos técnicos, também utiliza a nota do Enem na sua seleção.

 

Deixe seu Comentário

Seja o primeiro a Comentar!

avatar
wpDiscuz

© 2017 vocênoenem Todos os direitos reservados.

ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account