close

Chegou a tão esperada hora do Enem 2016

Neste sábado e domingo, 5 e 6 de novembro, mais de 8 milhões de pessoas farão as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em todo o Brasil. Esta é a segunda maior edição do exame, atrás apenas de 2014. O total de inscritos é de 8.627.195, sendo 58% do gênero feminino e 42% masculino. Desses, 57% já concluíram o ensino médio e 22% irão concluir em 2016.

Três novidades marcam a edição de 2016. Pela primeira vez, todos os participantes terão coleta de dado biométrico, que será realizada pelo chefe de sala durante a aplicação. Outra novidade é a utilização de detectores de metais, na entrada e na saída dos banheiros, em todos os participantes e não mais por amostra. Também é a primeira vez que os inscritos podem acompanhar todas as fases do exame por um aplicativo para tablets e smartphones.

Provas – Os portões nos locais de provas serão abertos às 12h e fechados às 13h (Horário oficial de Brasília). A aplicação das provas começa às 13h30. No sábado, 5, as provas são de Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias, com 4 horas e 30 minutos de duração. No domingo, 6, será a vez de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Matemática e suas Tecnologias, em 5 horas e 30 minutos.


Ocupações – Por causa das manifestações, os inscritos no Enem que fariam prova em 364 escolas e instituições de ensino superior tiveram sua data de prova adiada para 3 e 4 de dezembro. O Ministério da Educação (MEC) e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) deram o prazo de 12 dias para que as escolas fossem desocupadas a tempo da complexa logística do Enem ser possível.


Os 240.304 inscritos afetados pelas ocupações foram avisados pelo Inep por meio de SMS, e-mail, além de divulgação na Página do Participante. Será possível, ainda, acessar o aplicativo Enem 2016 ou se informar pelo 0800 616161. A lista atualizada com os locais de prova onde o exame foi adiado está disponível no site do Inep (www.inep.gov.br). Do ponto de vista da prova, os novos itens serão equivalentes, de modo a garantir a isonomia do Enem.

Acesso – O Enem é mecanismo de acesso a diversas universidades e às políticas públicas brasileiras de educação. Com a nota do exame, o estudante pode tentar uma vaga na educação superior por meio do programa Universidade para Todos (ProUni), que permite a estudantes brasileiros de baixa renda obter bolsas de estudos integrais e parciais em instituições particulares de educação superior.


O resultado também é requisito para receber o benefício do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), participar do programa Ciência sem Fronteiras e ingressar em vagas gratuitas dos cursos técnicos oferecidos pelo Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec). Estudantes maiores de 18 anos podem também obter a certificação do ensino médio por meio do Enem.

NÚMEROS


Inscrições
Inscrições Totais: 9.276.329
Inscrições Confirmadas: 8.627.195 (93%)
Inscrições Não Confirmadas: 649.134 (7%)
Aplicação
Municípios com aplicação: 1.727
Locais de prova: 16.476


Solicitações
Uso de nome social: 407
Atendimentos especializados: 68.907
Atendimentos específicos: 101.896

Capacitações
Eventos de alinhamento e capacitações realizados: 19.553
Colaboradores de instituições aplicadoras capacitados: 511.188
Colaboradores participantes no EADs: 506.670
Chefes de sala e aplicadores capacitados no dia do evento: 17.780

Equipe envolvida
Total de colaboradores: 628.925, sendo:
Colaboradores de instituições aplicadoras: 600 mil
Funcionários da ECT: 15.500
Agentes de segurança pública: 13 mil
Policiais rodoviários: 85
Bombeiros: 340



Materiais impressos
Provas: 18 milhões
Materiais administrativos: 33 milhões

Segurança
Batalhões usados no armazenamento das provas: 60
Espaços militares armazenando prova: 13.870 metros quadrados
Centros integrados de monitoramento: 27

Distribuição
Malotes: 77 mil
Contêineres leves desmontáveis: 3 mil
Rotas de distribuição escoltadas: 6.100
Quilômetros percorridos: 309 mil
Escoltas de interiorização: 1.800
Veículos ECT: 3.050
Transporte a municípios de difícil acesso: 63


SERVIÇO


O QUE LEVAR

É obrigatório levar um documento de identificação original com foto válido e caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente. Recomenda-se levar também o Cartão de Confirmação da Inscrição, embora ele não seja obrigatório.


Caneta esferográfica de tinta preta e fabricada em material transparente – O uso de caneta de outra cor poderá comprometer a leitura ótica do Cartão-Resposta.

Cartão de Confirmação da Inscrição – Recomenda-se ao inscrito levar o cartão nos dias da prova para conferência do endereço do local de aplicação e da sala. O cartão, disponibilizado na Página do Participante e no aplicativo Enem 2016, informa: número de inscrição; data e horário do exame; local de realização das provas; indicação do atendimento específico ou especializado (se for o caso); opção de língua estrangeira e solicitação de certificação (se for o caso). O cartão de confirmação de inscrição pode ser impresso, informando CPF e senha na Página do Participante. Em caso de esquecimento da senha, a recuperação deverá ser feita na Página do Participante ou no aplicativo Enem 2016. O participante poderá alterar a senha de acesso ou solicitar o envio de nova senha por e-mail ou SMS no celular, ambos informados no ato da inscrição.


Documentos Válidos – Para realizar as provas do Enem é necessário apresentar um documento de identificação original com foto. Em caso de perda, extravio, furto ou roubo de documento de identificação, o participante deve apresentar o Boletim de Ocorrência com data de, no máximo, 90 dias do primeiro dia de aplicação do exame. São aceitos os documentos:


  • Cédulas de identidade (RG), emitida por Secretaria de Segurança Pública, Forças Armadas, Polícia Militar ou Polícia Federal;
  • Identidade expedida pelo Ministério da Justiça para estrangeiros, inclusive aqueles reconhecidos como refugiados, em consonância com a Lei nº 9.474, de 22 de julho de 1997;
  • Identificação fornecida por Ordens ou Conselhos de Classe, que, por lei, tenham validade como documento de identidade;
  • Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS), emitida após 27 de janeiro de 1997;
  • Certificado de Dispensa de Incorporação;
  • Certificado de Reservista;
  • Passaporte;
  • Carteira Nacional de Habilitação (CNH) com foto, na forma da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997;
  • Identidade funcional em consonância com o Decreto nº 5.703, de 15 de fevereiro de 2006;

MOTIVOS PARA ELIMINAÇÃO

  • Prestar, em qualquer documento ou no sistema de inscrição, declaração falsa ou inexata, sem prejuízo de demais penalidades previstas em lei;
  • Perturbar, de qualquer modo, a ordem no local de aplicação das provas, incorrendo em comportamento indevido durante a realização do exame;
  • Comunicar-se verbalmente, por escrito ou por qualquer outra forma, com outro participante, durante as provas;
  • Portar, após ingressar na sala de provas, qualquer tipo de equipamento eletrônico e de comunicação;
  • Utilizar ou tentar utilizar meio fraudulento em benefício próprio ou de terceiros, em qualquer etapa do Exame, sem prejuízo de demais penalidades previstas em lei;
  • Utilizar livros, notas ou impressos durante a realização do exame;
  • Ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento de um aplicador ou ausentar-se em definitivo antes de decorridas duas horas do início das provas;
  • Não entregar ao aplicador o Cartão-Resposta, a Folha de Redação e a Folha de Rascunho ao terminar as provas;
  • Não entregar ao aplicador o Caderno de Questões, exceto ao deixar em definitivo a sala de provas nos últimos 30 minutos que antecedem o término das provas;
  • Ausentar-se da sala de provas com o Cartão-Resposta e/ou com a Folha de Redação e a Folha de Rascunho;
  • Não atender às orientações da equipe de aplicação durante a realização do exame;
  • Não guardar, desligado e em embalagem porta-objetos fornecida pelo aplicador, telefone celular e quaisquer outros equipamentos eletrônicos e objetos;
  • Utilizar óculos escuros e artigos de chapelaria, tais como: boné, chapéu, viseira, gorro ou similares;
  • Portar armas de qualquer espécie, ainda que detenha autorização para o respectivo porte;
  • Receber quaisquer informações referentes ao conteúdo das provas de qualquer membro da equipe de aplicação do exame ou de outro participante;
  • Recusar-se, injustificadamente, a ser submetidas à revista eletrônica, coleta de dado biométrico e ter seus objetos revistados eletronicamente;
  • Não aguardar em sala de provas das 13h às 13h30 para iniciar as provas;
  • Não apresentar, no prazo estipulado, os documentos solicitados pelo Inep.

AS PROVAS

Horário – Os portões de acesso aos locais de prova serão abertos às 12h e fechados às 13h (horário oficial de Brasília/DF). As provas terão início às 13h30 (horário oficial de Brasília/DF). Após o fechamento dos portões, os participantes deverão aguardar em sala de provas até que seja autorizado o seu início às 13h30, após procedimentos de verificação de segurança, sob pena de eliminação do exame.



Formato – As provas do Enem são compostas por quatro provas objetivas, com 45 questões de múltipla escolha cada, e uma redação.

5 de novembro
Provas: Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias.
Tempo disponível: 4 horas e 30 minutos

6 de novembro
Provas: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Matemática e suas Tecnologias.
Tempo disponível: 5 horas e 30 minutos


Recomendações


  • Verifique com antecedência, na Página do Participante ou no aplicativo Enem 2016, o local de prova para o qual foi designado.
  • Faça o trajeto até o local antes do dia do exame.
  • Compareça ao local de realização das provas às 12h, de acordo com o Horário Oficial de Brasília.

Caderno de questões

  • Antes de iniciar a prova, o participante deve verificar se o caderno de questões contém a quantidade de 45 questões indicada no Cartão-Resposta.
  • O participante deve marcar no Cartão-Resposta a opção correspondente à cor da capa do caderno de questões e, ainda, transcrever a frase apresentada na capa do caderno de questões.
  • As Folhas de Rascunho e as marcações assinaladas nos Cadernos de Questões não são consideradas para fins de correção.

Redação


  • A prova discursiva será realizada no segundo dia do Enem, 6 de novembro, junto com Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.
  • A redação deve ser um texto dissertativo-argumentativo de, no máximo, 30 linhas, desenvolvido a partir de uma situação-problema e de subsídios oferecidos sob a forma de textos motivadores.
  • O participante deve desenvolver uma reflexão escrita sobre um tema de ordem política, social ou cultural.
  • O texto dissertativo-argumentativo é um texto opinativo que se organiza na defesa de um ponto de vista sobre determinado assunto. Nele, a opinião do autor é fundamentada com explicações e argumentos.
  • O texto é dissertativo porque disserta sobre um assunto, descreve-o e explica-o. É também argumentativo porque defende uma opinião e tenta convencer e cativar o leitor com argumentos.

Motivos para tirar zero na redação

  • Não atender a proposta solicitada ou desenvolver outra estrutura textual que não seja a do tipo dissertativo-argumentativo;
  • Entregar a folha de redação sem texto escrito;
  • Escrever até sete linhas, qualquer que seja o conteúdo;
  • Impropérios, desenhos e outras formas propositais de anulação;
  • Desrespeito aos direitos humanos;
  • Parte do texto deliberadamente desconectada com o tema proposto.
  • As linhas com cópia dos textos motivadores apresentados no caderno de questões serão desconsideradas para efeito de correção e de contagem do mínimo de linhas.

Língua estrangeira


  • No segundo dia de provas, 6 de novembro, o participante deve responder a cinco questões de língua estrangeira, conforme a opção escolhida no momento da inscrição: inglês ou espanhol.
  • Não é permitido trocar a opção no momento da prova. A alteração na opção de língua estrangeira foi permitida apenas durante o período de inscrição.
  • Se o participante tiver dúvidas, deve conferir no Cartão de Confirmação da Inscrição, no qual está registrada a escolha de língua estrangeira.

RESULTADOS


  • Os gabaritos das provas objetivas serão divulgados na página do Inep (portal.inep.gov.br) e no aplicativo do Enem, até o terceiro dia útil seguinte ao de realização das últimas provas.
  • Os participantes poderão acessar os resultados individuais da edição do Enem 2016, em data a ser posteriormente divulgada, mediante inserção do número de inscrição e senha ou CPF e senha.

ATENDIMENTO ESPECIALIZADO/ESPECÍFICO
O Inep empenha-se na oferta de serviços profissionais especializados e de recursos de acessibilidade aos participantes do Enem. A medida visa garantir equidade, autonomia e segurança na hora da prova. A disponibilização de outros recursos eventualmente necessários são assegurados após atestação e conforme o princípio da razoabilidade.

Atendimento especializado

  • Autismo
  • Baixa visão
  • Cegueira
  • Deficiência auditiva
  • Deficiência física
  • Deficiência intelectual
  • Déficit de atenção
  • Discalculia
  • Dislexia
  • Surdez
  • Surdocegueira
  • Visão Monocular

Atendimento específico



  • Gestantes
  • Lactantes
  • Sabatistas
  • Idoso
  • Classe Hospitalar

Recursos oferecidos

  • Prova em braile: prova transcrita segundo um código em relevo, destinado a pessoas que se declararam cegas.
  • Prova ampliada: prova impressa com fonte de tamanho 18 e com imagens ampliadas para facilitar a leitura por parte de pessoas com deficiência visual.
  • Prova superampliada: prova impressa com fonte de tamanho 24 e com imagens ampliadas para facilitar a leitura por parte de pessoas com deficiência visual.
  • Tradutor-intérprete de libras: profissional capacitado para usar a Língua Brasileira de Sinais no atendimento de pessoas com deficiência auditiva ou surda, habilitado para mediar a comunicação entre surdos e ouvintes e, no ato da prova, esclarecer dúvidas dos usuários de Libras na leitura de palavras, expressões e orações escritas em Língua Portuguesa. Os profissionais que auxiliam participantes com surdez devem atuar em dupla.
  • Leitura labial: profissional capacitado na comunicação oral de pessoas com deficiência auditiva ou surda, cujo serviço destina-se a pessoas com deficiência auditiva que não desejam a comunicação por meio de Libras e que se vale de técnicas de interpretação e da leitura dos movimentos labiais. Este atendimento deve ser prestado por tradutores-intérpretes de leitura labial ou por profissionais que conheçam as necessidades das pessoas com deficiência auditiva. Os profissionais que prestam serviço de leitura labial devem atuar em dupla.
  • Auxílio ledor: profissional capacitado para realizar a leitura de textos e descrição de imagens, cujo serviço destina-se a pessoas com deficiência visual, deficiência intelectual, autismo, déficit de atenção ou dislexia. Os ledores atuam em duplas e prestam serviço individualizado. Também podem atuar como transcritores.
  • Auxílio para transcrição: profissional capacitado para transcrever as respostas das provas objetivas e a redação, cujo serviço destina-se a pessoas impossibilitadas de escrever ou de preencher o Cartão-Resposta. Os transcritores prestam atendimento individualizado.
  • Guia-intérprete: profissional capacitado no atendimento de pessoas com surdocegueira, cujo serviço envolve formas de comunicação e técnicas de guia, tradução e interpretação para mediar a interação entre as pessoas com surdocegueira, a prova e os demais envolvidos na aplicação do exame. Guias-intérpretes atuam em dupla e prestam serviço individualizado.
  • Mobiliário acessível: mesas, cadeiras ou carteiras que garantam a realização das provas com conforto e segurança.
  • Sala de fácil acesso: sala de prova com acesso facilitado a pessoas com mobilidade reduzida.
  • Sala para amamentação: A participante lactante que tiver necessidade de amamentar durante a realização das provas deverá, obrigatoriamente, levar um acompanhante adulto nos dias de aplicação do exame, que ficará em sala reservada, sendo responsável pela guarda do lactente (a criança) durante a realização das provas, conforme o item 2.3.1 do edital do Enem.
  • Classe hospitalar: é considerado participante em situação de classe hospitalar aquele cujo processo formal de escolarização se dá no interior de instituição hospitalar ou afim, na condição de estudante internado para tratamento de saúde. Não se caracteriza como participante em situação de classe hospitalar aquele que, na data do exame, estiver internado para realizar partos, cirurgias ou tratamentos esporádicos, bem como pessoas que trabalham na área hospitalar.
  • Sabatistas: participante que informou a opção “Guardador de sábado por convicção religiosa” deverá comparecer ao seu local de realização do exame às 12h00min (horário oficial de Brasília-DF) e aguardar, em sala de provas, para iniciar as provas do primeiro dia, às 19h00min, horário oficial de Brasília-DF, Exceto para o participante que realizará as provas nos estados de Roraima, Rondônia, Amazonas, Acre, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul que deverá aguardar, até às 19h00min, horário local.

Clique aqui para acessar o edital do Enem 2016

Clique aqui para acessar a Página do Participante




Tags : Enem
Redação

Autor (a) Redação


Aqui no vocênoenem você encontrará respostas para as dúvidas mais frequentes dos candidatos sobre o ENEM, ficando por dentro de todos os detalhes.



Deixe seu Comentário

avatar